domingo, 31 de maio de 2009

Amor real ou Enigma virtual

Conheço algumas pessoas que encontraram seu par ideal em sites de relacionamento via internet. Uma raridade, pois a maioria de meus amigos e conhecidos se deu muito mal nessa busca frenética pelo tão sonhado 'par romântico' através do virtual.
Os casos de procura por um relacionamento, ainda que a opção seja feita por lúcidas razões, sempre geram, adiante, a frustração. É o príncipe que se transforma em sapo ou a princesa que de beleza (externa ou interna) só em retoques de photoshop.
Relacionar-se virtualmente cria quase sempre falsas expectativas. Tudo fica divino e maravilhoso quando envolto numa névoa amorosa de poemas, troca de sonhos afetivos, lindas mensagens e declarações. Numa busca intensa e radical que proporciona felicidade quando se sonha o amor verdadeiro.
No entanto, a difícil tarefa de viver e amar aceitando os enganos, as limitações, as divisões e sofrimentos que conduzem as nossas verdades mais profundas, só acontece mesmo no dia a dia, na intimidade de uma existência real.
Idealizar e ser idealizado, endeusar e ser endeusado, viver uma fantasia apaixonante é gostoso, faz bem ao ego, mas implica a possibilidade de viver o que se quer numa certeza antecipada de que o amor dessa forma pode gerar arrependimento ou frustração.
É aceitar a desafiante tarefa de enfrentar o amor como a maior das maravilhas, mas que se apresentará sempre sob a forma de um enigma.

2 comentários:

  1. Maria Lucia, querida, belíssima reflexão sobre o amor! Beijo

    ResponderExcluir
  2. Pobre de quem cai nessa esparrela! Mas, considero que é realmente muito romântico, nesses tempo de descartes, cultivar afinidades, assim como nos mostra o filme:Nunca te vi , sempre te amei. Sensato texto , amiga!Belo texto!

    ResponderExcluir

"A crônica é um gênero que apresenta dupla filiação, já que o tempo e o espaço curtos permitem o tratamento literário a temas jornalísticos. Tem do jornal a concisão e a pressa e da literatura, a magia e a poeticidade que recriam o cotidiano."

(Maria Lúcia da Cunha Victorio de Oliveira Andrade)
...
Grata pela visita! Você é convidado a interagir.
Abraço!

Para correio: discutindo_literatura@yahoo.com.br