quinta-feira, 18 de junho de 2009

Mama Brega Apronta no Cronópios



mesmo se não fosse ontem agora o que eu faria com o poema mesmo se não fosse flor ou faca até mesmo fosse farta a festa e ficasse lambuzando os dedos com o mel das tuas pernas e as penugens como mar de purpurinas da canção que ouvi ontem mesmo do Carlos Gomes quando fala também de Gananga Rei e o multiculturalismo bantu desta nova nação áfrika e outra parte da banda kizomba e se não fosse sol lua e o teu espelho de conchas mar travessias negreiros e esse teu corpo de deusa musa do fogo e da farra fosse sexta feira ou sábado e hoje não fosse quinta entre currais e estéticas minas de montes claros na sagração das entranhas montanhas ou vales e o cinza tingindo a tarde se não fosse fios de nervos Adélia e outros poemas o rock and roll na agulha que hoje não temos mais a praia suja de ossos destroços dos aviões não fosse essa tarde de junho e outras de maio se foram desmaio da Úrsula maior folia de reis não vieram debaixo da tua janela e essa rosa na boca querendo querendo querendo não fosse flor fosse espinho encravo cravado no peito e o pulso que ainda pulsa revejo Titãs no vinil Viviane do espírito santo Mosé de carne de chão poemas de espermas e barro lavadas palavras sujas fratura exposta nas mãos não fosse o sangue na veia poemas que não calaram e o caldeirão a guerrilha jornais de poucas notícias mentiras que nos trouxeram as línguas falsas os fakes os ternos gravatas não sábios grafando palavras sem nexo no olho da rua de Vênus na corpo da mesa de marte como se fossem lunáticos seres de um outro planeta ou de cidades distantes como se a nossa não fosse campos dos goytacazes

Artur Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"A crônica é um gênero que apresenta dupla filiação, já que o tempo e o espaço curtos permitem o tratamento literário a temas jornalísticos. Tem do jornal a concisão e a pressa e da literatura, a magia e a poeticidade que recriam o cotidiano."

(Maria Lúcia da Cunha Victorio de Oliveira Andrade)
...
Grata pela visita! Você é convidado a interagir.
Abraço!

Para correio: discutindo_literatura@yahoo.com.br