segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Pensamentos que não me largam...

Pensamentos que não me largam...
Eliana f.v. – Li Andorinha

Por que o simples se torna tão complicado,
quando solicitamos a liberdade dos inocentes?!
Onde as pessoas começaram a desviar suas alegrias
e a gentileza na convivência? Agindo com esse imenso
descontrole e inexplicáveis ações carcerárias?!
Seguem caçando animais para seu bel prazer.
Roubam suas vidas por um punhado de dinheiro.
Passam por cima da natureza e do sentimento alheio...
sem o menor constrangimento.
Que fizeram os pássaros para estarem engaiolados?!
O que disseram os peixinhos confinados em aquários?!
E as árvores... que silêncio deixaram escapar para terem
seus sonhos de alcançar o sol absurdamente podados?!
Quero a metamorfose desses desacertos. A simbiose com a
Natureza e o Universo. Para sossegar minha alma em meio
a tantos questionamentos.
Preciso beber da serenidade e a grandeza da plantinha, que a
despeito de tantas agressões, surge com sua frágil aparência.
Sorrindo com um verde de encher os olhos e orvalhar a alma!
Quero junto a ela crescer em flor... Iluminada da mais doce cor.
E na primavera proclamar a conquista da liberdade compartilhada
Com a gentileza do “ser e deixar ser”

4 comentários:

  1. querida Poeta Li Andorinha que bom que estes pensamentos n. se alargam em teu ser sensível,
    muito lindas tuas palavras ,
    abraços de tua leitora e amiga, virgínia

    ResponderExcluir
  2. Minha querida Virgínia Poeta que tanto Admiro!
    Tuas palavras são incentivos de pura energia
    para minha inspiração...e fazem feliz minha alma e coração....
    Agradeço muito muito teu olhar para o engatinhar dos meus escritos
    Que honra para mim...ter uma leitora tão ilustre! Grata Vi

    beijinhos de bem querer sempre
    da Li tua Amiga e fã

    ResponderExcluir
  3. Maria Lucia de Almeida11 de setembro de 2009 16:51

    Li Andorinha,
    Gostei muito do que você escreveu, faz bem a nossa alma sonhar com uma liberdade compartilhada.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Que bom Maria Lucia...agradeço feliz por tuas
    palavras...Grata pela atenção e gentileza!

    beijos com carinho da Li Andorinha

    ResponderExcluir

"A crônica é um gênero que apresenta dupla filiação, já que o tempo e o espaço curtos permitem o tratamento literário a temas jornalísticos. Tem do jornal a concisão e a pressa e da literatura, a magia e a poeticidade que recriam o cotidiano."

(Maria Lúcia da Cunha Victorio de Oliveira Andrade)
...
Grata pela visita! Você é convidado a interagir.
Abraço!

Para correio: discutindo_literatura@yahoo.com.br